O feminino sem guerrear

Atendimento em grupo. Empoderamento do feminino através do auto-conhecimento e expressão nas relações.

Encontros de 3 horas para vivenciar novas formas de ver, sentir, desenvolver e expressar o feminino.

Abrir espaço para o autocuidado é uma forma de nos conhecer melhor. Neste caminho, podemos experimentar novas formas de expressão: na fala, nas relações e no trabalho. Estabelecer limites é uma forma de atingirmos a nossa maturidade feminina.

  • PRÓXIMO: a confirmar.
  • LOCAL: Ateliê Mariti- Rua Paes de Araújo, 77 - sala 06 - Itaim Bibi 

Para saber mais, acompanhe pelo grupo no Face: O feminino sem guerrear.

O feminino sem guerrear - ViavidyaO feminino sem guerrear - Petalusa

Este é um grupo que trata do empoderamento feminino pela ótica da não guerra. Não há bandeira, lado ou luta.

Acreditamos que a vitalidade e o autoconhecimento promovem a nossa capacidade de fazer boas escolhas.

Abrir espaço para o autocuidado é uma forma de nos conhecer melhor. Neste caminho, podemos experimentar novas formas de expressão: na fala, nas relações e no trabalho. Estabelecer limites é uma forma de atingirmos a nossa maturidade feminina.

Quando assumimos nossa autenticidade transformarmos quem está ao nosso lado e por consequência uma comunidade inteira!

Qual o valor e como faço a inscrição?

A contribuição é de R$ 95,00.

Entre em contato pelo email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.!

Facilitadoras:

Luciana Kimi é terapeuta Ayurvédica, facilitadora de Gestão Colaborativa e mãe da Gabriela de 6 anos. Quando sua filha nasceu adotou o ayurveda como prática e filosofia de vida e experienciou, ao longo dos anos, a potência desta medicina milenar. Atualmente soma esta trajetória aos processos colaborativos que desenvolve pela THEMPERO, uma forma de engajar e trazer um olhar mais humano e mais sustentável para resolução de problemas dentro das organizações.

Mariana Iannuzzi é psicóloga, terapeuta Ayurvédica, coach e semeadora do auto-amor. Sua intenção é que todas as pessoas percebam que existem muito mais possibilidades além das que nossos olhos veem, é fazer com que cada uma se conecte com sua fonte interior de amor, de onde brota toda a nossa verdade e faz com que nossa vida seja trilhada com mais leveza e significado.

Nádia Yanim - é fotógrafa, arte educadora e focalizadora de Dança Circular Sagrada e Folclórica Amazônica. Desenvolve pesquisa sobre o imaginário simbólico e a cultura de brincar no Amazonas (cnpq); coordena o núcleo de bordado Fios e Tramas na FEUSP e facilita oficinas de danças, bordados na formação de educadores.

BIGTheme.net • Free Website Templates - Downlaod Full Themes

Revistas

Curadoria e atualização diária de reportagens, informações e dados relevantes para melhor compreensão da sua jornada ou negócio!

View my Flipboard Magazine.          View my Flipboard Magazine.          View my Flipboard Magazine.

Receba nossa newsletter

ENTRE EM CONTATO

Siga-nos